Brasil

Os dias parecem estar contados para a sonda espacial Voyager 1: a NASA tentará reparar a nave

A sonda espacial da NASA está com falhas complicadas

A sonda espacial Voyager 1, juntamente com sua irmã (Voyager 2), são os objetos criados pelo ser humano que mais longe chegaram no espaço. Ambos os dispositivos da NASA cruzaram a barreira do Sistema Solar e estão em uma região interestelar.

E embora ainda esteja enviando dados para as bases de Houston, é possível que a Voyager 1 tenha seus dias contados.

Em setembro de 2022, a sonda experimentou uma anomalia que a fez enviar dados de telemetria incorretos.

A causa da anomalia foi finalmente identificada como um problema com o software da nave espacial e foi resolvido com sucesso.

No entanto, existe a possibilidade de que a anomalia tenha causado danos ao sistema de computador da Voyager 1.

Se isso for verdade, a sonda pode estar enviando dados sem sentido para a Terra. De acordo com um relatório da NG en Español, a sonda espacial está enviando padrões repetidos que não fazem sentido para o que está sendo solicitado em sua orientação.

Os engenheiros da NASA estão monitorando a situação e estão trabalhando para determinar se a Voyager 1 está enviando dados confiáveis.

Se for determinado que a sonda está enviando dados sem sentido, a NASA poderia tomar medidas para desligá-la ou colocá-la em modo de hibernação.

Isso significa que ainda não está morta ou descartada. Eles vão verificar se tem algum defeito reparável para tentar corrigir a falha. No entanto, é muito complexo, uma vez que seu software, desenvolvido em 1977 (há 45 anos), é muito obsoleto se comparado com as tecnologias atuais.

A NASA estima que a Voyager 1 poderá deixar de funcionar entre 2025 e 2030. Isto se deve ao fato de que a nave espacial está sendo alimentada por energia nuclear e a quantidade de energia disponível está diminuindo gradualmente.

Tags

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


NÓS RECOMENDAMOS