Brasil

Temperaturas Extremas: o ano de 2024 ameaça se tornar o mais quente da história

Vamos de mal a pior

Em 2024, a Terra poderá enfrentar o seu ano mais quente registrado, superando até mesmo as altas temperaturas de 2023 que estabeleceram um recorde histórico.

De acordo com a Organização Meteorológica Mundial (OMM), a temperatura global média poderá ultrapassar o limiar crítico de 1,5 °C acima dos níveis pré-industriais.

Enquanto o Escritório Meteorológico do Reino Unido prevê que a temperatura média em 2024 poderia estar entre 1,34°C e 1,58°C.

O ano mais quente até o momento

Há aqueles que lembrarão que o Acordo de Paris de 2015 estabeleceu o limite de 1,5 °C para evitar as piores consequências das mudanças climáticas.

No entanto, se 2024 se tornar o ano mais quente já registrado, esse limite poderá ser ultrapassado, aumentando as dificuldades de controlar os impactos das mudanças climáticas em nível mundial.

Dois fatores-chave influenciam a previsão de 2024 como o ano mais quente: as crescentes emissões de CO₂ e o fenômeno climático El Niño.

O Global Carbon Budget estima que as emissões de CO₂ atingiram aproximadamente 40,9 bilhões de toneladas em 2023, um aumento de 1,1% em relação a 2022.

Além disso, El Niño, que começou em meados de 2023, poderia durar até abril de 2024, exacerbando o aquecimento.

É assim que atualmente a ONU projeta que há apenas 14% de chances de manter o aquecimento global abaixo de 1,5°C em relação aos níveis pré-industriais.

Impactos no planeta

Os últimos nove anos já foram os mais quentes registrados, estabelecendo um precedente alarmante para o futuro.

E é que as mudanças climáticas afetam diretamente em fenômenos extremos como ondas de calor, secas, incêndios florestais, chuvas intensas e inundações, que já estão se tornando mais frequentes e severos.

Se continuar essa tendência, os cientistas preveem que as temperaturas podem atingir seu pico por volta de fevereiro de 2024.

Mas se pensarmos a longo prazo, estima-se que o mundo possa experimentar um aumento de temperatura entre 2,5 °C e 2,9 °C neste século.

Tags

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


NÓS RECOMENDAMOS