Brasil

As avaliações criadas por inteligência artificial funcionam?

Serão mais confiáveis do que as desenvolvidas pelos humanos?

Inteligencia Artificial reinventa las estrategias de relaciones públicas

A Amazon introduziu recentemente o uso de inteligência artificial (IA) para gerar resumos das opiniões dos clientes em sua plataforma de comércio eletrônico. O objetivo é fornecer aos usuários uma visão clara e concisa dos produtos à venda.

No entanto, o atual sistema de avaliações e classificações já enfrenta desafios relacionados à fraude e manipulação, o que levanta dúvidas sobre a veracidade dos resumos gerados pela IA.

Embora a ferramenta tenha passado por modificações desde o seu lançamento, ainda persistem preocupações sobre a precisão dos resultados e o risco de desumanização do conteúdo. Alguns questionam a possibilidade de criar descrições pouco claras ou que não reflitam fielmente as opiniões dos usuários.

A implementação deste sistema de resumos por IA busca abordar problemas como avaliações falsas e sobrecarga de informações. A Amazon busca fornecer uma visão confiável e sintetizada das avaliações dos clientes.

O modelo destaca as características mais relevantes do produto e os atributos valorizados pelos compradores, oferecendo resumos destacados e análises específicas geradas pela IA.

No entanto, a tecnologia tem recebido críticas de alguns comerciantes e especialistas, que apontam que ela destaca de forma desequilibrada os comentários críticos.

Foram relatados casos de descrições errôneas e resumos que dão destaque a opiniões negativas marginais, gerando preocupação entre os vendedores que dependem de comentários positivos.

A Amazon assegura um alto compromisso com a autenticidade, afirmando que os resumos serão gerados apenas a partir de avaliações verificadas de clientes reais. No entanto, a precisão do modelo ainda está sendo ajustada pela empresa.

Esta tecnologia de IA generativa também está sendo explorada em colaboração com outras plataformas como eBay e Shopify, o que poderia ter um impacto significativo nas compras online e na interação com clientes através da web no futuro.

Por enquanto, esta novidade está sendo implementada nos Estados Unidos sem detalhes sobre sua chegada a outras regiões.

Tags

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


NÓS RECOMENDAMOS