Brasil

O ‘monstro invisível’ do Espaço foi descoberto pelo Telescópio Hubble

Ele é enorme e percorre todo o Universo criando estrelas

Telescopio Hubble de la NASA

Monstros espaciais? Muito reais. Cientistas descobriram com o telescópio espacial Hubble da NASA um ‘monstro invisível’, do qual determinaram ser um buraco negro supermassivo que se move pelo espaço a uma velocidade tão grande que cria estrelas em vez de devorá-las, devido à rapidez com que se expande.

A informação coletada pela ‘AS’ afirma que a agência espacial dos Estados Unidos detalhou que o gigante invisível tem o peso de até 20 milhões de sóis e atravessa o espaço intergaláctico tão rapidamente que, se estivesse em nosso Sistema Solar, poderia viajar da Terra à Lua em menos de 15 minutos.

Pieter van Dokkum, pesquisador da Universidade de Yale em New Haven, afirmou que nunca antes se viu algo semelhante: “Acreditamos que estamos vendo um rastro atrás do buraco negro onde o gás esfria e pode formar estrelas. Então, estamos vendo a formação de estrelas atrás do buraco negro”.

Como descobriram o ‘monstro’?

O especialista contou como descobriram esse fenômeno: “Foi pura casualidade que nos deparamos com ele. Estávamos procurando aglomerados globulares de estrelas em uma galáxia anã próxima, escaneando através da imagem do Hubble e notei que tínhamos uma pequena linha”.

"Imediatamente pensei 'oh, um raio cósmico atingindo o detector da câmera e causando um artefato de imagem linear'. Quando removemos os raios cósmicos, percebemos que ainda estava lá. Não se parecia com nada que já tivéssemos visto antes."

Agujero negro

A NASA explicou que os cientistas consideram que é provável que o gás esteja sendo impactado e aquecido pelo movimento do buraco negro que o atinge ou poderia ser a radiação de um disco de acreção ao redor do buraco. Além disso, a velocidade com que esse ‘monstro’ se move poderia ser o resultado de múltiplas colisões de buracos negros supermassivos.

Tags

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


NÓS RECOMENDAMOS