Brasil

A filosofia anti-IA do CEO da Nvidia: ele sustenta que abandonar relógio é o futuro

Jensen Huang defende que devemos aproveitar mais a vida e o presente

CEO de Nvidia.

Em uma era em que a inteligência artificial (IA) está se tornando algo comum, Jensen Huang, CEO da Nvidia, arriscou e ofereceu um conselho singular para se adaptar a essa mudança: parar de usar relógio.

Durante uma entrevista com a Associação Profissional Chino Americana de Semicondutores (CASPA), Huang sugeriu que concentrar-se no presente, em vez de se preocupar com o passado ou o futuro, é a chave para navegar em um mundo cada vez mais dominado pela IA.

O CEO anti IA

Huang, que emigrou para os Estados Unidos quando era criança e começou a trabalhar em empregos humildes, defendeu a importância de amar e se dedicar a qualquer trabalho.

Esta filosofia - inspirada no budismo - insta a investir energia e tempo no aqui e agora. Algo que se afasta do modo de vida que as pessoas levam atualmente.

"Agora é o momento mais importante. Dedique-se ao agora", afirma.

De acordo com Huang, essa mentalidade é vital para competir com a IA, especialmente no campo da inteligência artificial geral (AGI), que se espera que iguale ou supere a capacidade intelectual humana em menos de cinco anos.

Como manter-se atualizado

"Ame todos os seus trabalhos e faça-os da melhor forma possível. Ninguém limpa os banheiros ou lava os pratos melhor do que eu", afirmou Huang.

Assim, Huang considera que a chave para enfrentar a era da IA não apenas reside no desenvolvimento tecnológico, mas também na aprendizagem contínua e especialmente na atitude positiva em relação ao trabalho.

Além disso, na ocasião, Huang compartilhou uma experiência pessoal em Kyoto, onde a dedicação e o foco de um jardineiro em seu trabalho deixaram uma profunda impressão sobre a importância do comprometimento no trabalho em um mundo cada vez mais influenciado pela Inteligência Artificial.

No entanto, o empresário de tecnologia defende uma atitude de aprendizado constante e desfrutar do trabalho como meio de se manter relevante e competitivo em uma era dominada pela inteligência artificial.

Sua trajetória como o CEO mais longevo no setor tecnológico e o sucesso da Nvidia no mercado de IA, nos fazem pensar que sua mensagem poderia ser muito valiosa.

Tags

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


NÓS RECOMENDAMOS